sexta-feira, 7 de novembro de 2008

As rendas de Nisa "vistas" por um aluno da Escola

As Rendas (Resumo)
As rendas de Nisa foram sempre e só para consumo das pessoas da região. A renda de "agulha" é aplicada normalmente em colchas que apenas eram usadas nos dias de festa.
Há também rendas de"frioleiras" executadas com a ajuda de dois pequenos instrumentos de plástico, mas que antigamente eram de madeira ou de chifre.
No entanto, as rendas de "bilros" ou de "rebôlo" não só são as mais ricas e trabalhadas, como as belas e antigas. São feitas sobre uma almofada na qual se encontra um papel, tipo cartolina que tem o nome de "pique".
As rendeiras enrolam o fio dos bilros à volta de alfinetes pregados sobre os furos da cartolina.
É da Natureza que retiram os motivos: flores, folhas, etc., que vão servir de componentes da própria renda.
Estas rendas têm muita venda actualmente.
Nelson Gomes
In "A Escola e os Valores do Património Artístico Popular de Nisa" - Livro de Maria Paralta Figueiredo