sábado, 22 de novembro de 2008

POETAS DO CONCELHO DE NISA

A SIDA
Vive-se muito preocupado
Com a doença da Sida
Por esta já ter tirado
A muitas centenas, a vida

Há razão para temer
Doença tão perigosa
Apesar de não cancerosa
Seres humanos faz sofrer
E muitos já fez morrer
Aquele mal tão malvado
Que traz o doente desanimado
E a viver com amargura
Mas como aquilo não tem cura
Vive-se muito preocupado

Não podemos desanimar
Nem perder a esperança
Se a malvada doença
Um dia se vai curar
Portanto, vamos esperar
Fazendo a nossa vida
Não pensando na despedida
Para não desanimar
E muito menos preocupar
Com a doença da Sida

Vamos encarar com paciência
Aquela doença malina
Confiar na medicina
E na sua competência
Porque a sua experiência
Doentes tem conformado
E muitos a tem curado
Ao longo da nossa vida
Não queira pensar na Sida
Só por que a vida tem tirado.

Dizem que a sua evolução
Foi o acto sexual
Portanto se receia o mal
Àquele preste atenção
E não aproveite a ocasião
Da mulher desconhecida
Procure evitar a Sida
E tenha muito cuidado
Porque ela já tem tirado
A muitas centenas, a vida.
Joaquim Tremoceiro