sábado, 26 de fevereiro de 2011

Nisa recebe um filho ilustre: QUINTINO AIRES

Psicólogo vem debater "Problemas da juventude na actualidade"
No próximo dia 28 de Fevereiro (segunda feira) o psicólogo Dr. Quintino Aires participa em debates sobre os problemas da juventude na actualidade, promovidos pela Escola EB2,3 de Nisa.
Na Escola EB2,3 de Nisa decorreu uma acção de formação intitulada “Eu e os Outros”, realizada em colaboração com o Instituto da Toxicodependência (IDT) e dirigidas aos directores de turma. Na sequência desta acção, os alunos da turma do 12º ano trabalharam a “História 4” que remete para os vários problemas / vícios que caracterizam os jovens actualmente. Ocorreram reflexões e debates, desenvolveram-se trabalhos e surgiu a ideia de convidar o Dr. Quintino Aires para participar na abordagem dos temas em foco. É neste âmbito que se concretizam, na próxima segunda feiras dois debates com a participação daquele psicólogo: - o primeiro debate ocorrerá na Biblioteca da Escola EB2,3 de Nisa, com início às 8H30; - o segundo debate ocorrerá às 10H30 no Cine Teatro de Nisa e será aberto à participação de toda a comunidade.
Um ilustre filho de Nisa
Joaquim Maria Quintino Aires nasceu em Nisa, a 6 de Agosto de 1967. Psicólogo Clínico, exerce nas áreas da Psicoterapia e Neuropsicologia. Licenciou-se e obteve o grau de mestre em Psicologia na Universidade de Lisboa, prepara uma tese de doutoramento em Psicolinguística na Universidade Nova de Lisboa e completa a sua formação de psicólogo com estudos de Neurociências, Antropologia e Linguística. Desde 1991 leccionou em várias universidades portuguesas, sendo actualmente docente na Universidade Autónoma de Lisboa. Em 1996 fundou o primeiro instituto para a profissionalização de psicólogos clínicos. Colabora com várias universidades estrangeiras e ensina psicoterapia em Lisboa, São Paulo e Madrid. Desde 1998 colabora regularmente em programas de televisão, nomeadamente Fátima Lopes (SIC), Especial Informação (TVI), Elas em Marte (SICMulher), Você na TV (TVI), 6teen (SICMulher), Prova de Amor (RTP) e Contacto (SIC). Considera as viagens que faz, não apenas como um tempo lúdico, mas também uma oportunidade de aprendizagem sobre o comportamento humano.
(Esta súmula curricular é das Edições ASA e está um pouco desactualizada dado que, em 2007, Quintino Aires obteve o Doutoramento em Psicololinguística na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova)
É desta Universidade que obtivemos os dados seguintes:
(1985 - 1990) Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Licenciatura em Psicologia (Psicologia Clínica), com classificação final de Bom (14 Valores). (1993 - 1998) Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Mestrado em Psicologia (Psicologia Cognitiva). Título da dissertação: "Diferenças laterais no tratamento da informação visual”, com orientação do Professor Doutor Carlos de Brito Mendes, e classificação final de Bom com distinção. 2007 – Doutoramento em Psicolinguistica, FCSH/UNL
Quintino Aires, Professor Emérito da Universidade Estatal de Moscovo
O Prof. Doutor Quintino Aires recebeu o título de Professor Emérito da Universidade Estatal de Moscovo. A cerimónia teve lugar na sala do conselho científico da Faculdade de Psicologia no dia 28 de Abril de 2009. O Ofício e as insignias foram entregues pelo Professor Yuri Zinchenko.
É este nosso conterrâneo (a mãe é natural de Nisa e o pai, já falecido, natural de Gáfete) que nos visita. Bastante conhecido de diversos programas televisivos, o Prof. Dr. Quintino Aires tem um extenso e notável currículo, várias obras publicadas e uma actividade profissional bastante preenchida.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

O Amor na poesia de José Gomes Correia

José Gomes Correia (Nisa, 22/6/1922 - 2/7/1983) publicou dois livros de poesia: "Sonhos que morrem, Sombras que ficam" (1942) e "Seara do Bem e do Mal" (1963).
Funcionário público, licenciado em Direito, foi um dos nisenses que ajudaram a erguer, nos anos 60, o Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa para o qual escreveu muitas das letras das suas músicas.
Lembramo-lo, aqui, num dia "simbólico" e com um poema de Amor. Escreveu muitos e para muitos "amores". Um deles, a sua terra, Nisa (Tu és a flor nascida entre o deserto, / És a eterna canção maravilhosa, / Que aos meus ouvidos soa qual segredo,)...